terça-feira, 22 de dezembro de 2009

The end

É... mais duas semanas e "Era uma vez 2009". Nos últimos tempos minha cabeça anda tão cheia de coisas que, desde algumas postagens atrás, ainda não consegui ordenar meus pensamentos para escrever algo que realmente tenha sentido. Um pouco disso tudo é cansaço, pois os dois últimos finais de ano a demanda de trabalho tem aumentado, adicionado ao stress diário arrecadado durante todo o ano.
No entanto, agora que faz um baita calor la fora e eu estou sentada com o ar condicionado ligado e o Tiago Iorc tocando Nothing But a Song, uma certa inspiração se faz presente aproveitando o momento para fazer uma reflexão deste ano que esta findando e sobre os outros anos que me acrescentaram algo de alguma forma.
.
2009 foi o ano de algumas mudanças. Mudei de emprego, mudei o rumo e o ramo das minhas atividades profissionais, mudei algumas coisas "por dentro" de mim (mas algumas ainda insistem em permanecer), mudei alguns hábitos. Viajei relativamente bastante (além do tradicional litoral/capital). Fui pra Portão, Rolante e Butiá atrás da coisa que eu mais ano no mundo: GINCANA! Fui pra São Paulo e Rio de Janeiro através de um viagem de estudos oferecida pela Universidade e me decepcionei um pouco - esperava cidades mais 'consistentes', se é que essa é a palavra certa. Reencontrei a família que escolhi pra mim, e juntos aprendemos muito, nos aproximamos mais e hoje é praticamente impossível não estar perto deles. Juntamos nossa garra, determinação e todo o conhecimento que adquirimos pelo interior, agregado as peculiaridades de cada um, e fizemos da Gincataí um espetáculo! O resultado só podia ser a vitória.
Em 2009 eu ganhei a melhor coisa do mundo. Nasceu o meu Doce, a minha bolotina gostooooosa de morder. Nasceu meu afilhado Henrique, uma das coisas que eu mais amo no mundo!!! Ganhei amigos também, refiz algumas amizades, outras estão um tanto quanto adormecidas, mas ainda conservo os "poucos e bons". E por falar em criança,"ganhei" a Lais Minhoca... heheheh que ainda está a caminho, mas com toda a certeza já é muito amada e esperada!
.
Mesmo com o passar dos anos, alguns pensamentos e saudades ainda permanecem. E outros tantos foram embora. E ainda com o passar dos anos, e adquirindo - teoricamente - maturidade, tem gente que quanto mais alto sobe, mais merda faz. Enquanto eu aqui "embaixo" na minha 'mera insignificancia' dou risada dos tombos e tropeços. Descobri que eu posso surpreender de forma positiva aqueles que me conhecem a bastante tempo, mas que nunca trocaram uma palavra comigo e que igualmente eu me surpreendo com elas. De repente o contato não foi mais continuo por eu não ter insistido nisso anteriormente, mas o que importa agora é que eu consegui sim proporcionar um Natal mais feliz e mais tranquilo pra ele e que a Família Mucho Locos, a cada dia, me faz sentir mais orgulho de vestir esta camiseta.
.
Dei muita risada falando besteira, fiz as pessoas rirem comigo e de mim. Sei que proporcionei a muitas pessoas momentos de intensa alegria e bem estar, mas nem sempre só isso foi o suficiente. E mesmo com uma infinidade de risos, sorrisos e gargalhadas também houveram os momentos de choros. Infelizmente perdi um amigo que ainda me faz sentir muitas saudades. Depois de dez meses ainda penso nele e vejo em alguns rostos a sua fisionomia. Me alegro mesmo que por um segundo por poder encontrá-lo novamente, mas logo em seguida me entristeço por saber que isso não será mais possível nessa vida. E esse fato entra no série das coisas que eu nunca imaginei passar na minha vida: a perda de um amigo!
.
O dinheiro nem sempre esteve presente nas proporções desejadas - quiçá necessárias - mas também não me fez tanta falta, porque tem coisas que nem todo o dinheiro do mundo compra: os momentos com a minha família, as risadas e indiadas com os amigos, os sorrisos e tentativas de fala do Henrique, as coisas que eu sinto quando estou feliz por ter todas as coisas que eu preciso e não sentir falta de absolutamente nada material.
.
Mesmo com o passar dos anos, descobri especialmente em 2009, que a futilidade me desanima, me cansa. Que a burrice e a falta de cultura das pessoas é irritante acompanhada da falta de interesse intelectual dos mesmos. Que o "seachometrô" de alguns passou faz tempo do nível de tolerância e que, quanto mais arrogante, prepotente e inconveniente tu fores comigo, mais indiferente eu serei contigo porque eu não discuto com gente burra. Descobri também que a inteligência é sim afrodisíaca bem como a burrice é extremamente broxante. Que educação e vergonha na cara, assim como estilo, não é uma coisa que possa ser adquirida: ou tu tem ou tu não tem. E que ignorância é completamente diferente do fato de "não levar desaforo pra casa". Descobri ainda que nada dura pra sempre - nem as coisas boas e tampouco as ruis. E que eu sou mais esperta do que parece porque, querendo ou não, eu sei de determinadas coisas antes mesmo delas acontecerem.
.
Sentindo a falta de alguns. Suportando a presença (e existência) desnecessária de outros, mas ainda assim sorrindo (às vezes...heheheh). Aprendi a ouvir o que as pessoas pensam sobre mim - isso chama-se feedback - e que, por coicidencia ou não, pessoas absolutamente diferente tem a mesma opinião sobre mim. Entendi o que eu mesma penso de mim e estabeleci a minha própria opinião de mim mesma: apenas quem eu quero eu permito que me conheça - só que é involuntário, entende?!
.
É.... um ano bastante grande, e é claro que eu não me lembro de tudo o que seria (des)necessário postar, mas enfim. Essa é a leitura que fiz do meu ano. Uma retrospectiva feita sobre mim comigo mesma! Um tanto quanto redundante, mas mesmo assim certo e significativo.
Que 2010 seja um ano de realizações profissionais e pessoais, muita saúde, sucesso, alegria, festa, trago, gincana e tudo mais pra todo mundo!!!! "E que não precise ser para sempre, mas que seja até o fim!"

P.S.: Antes de ir para a praia, curtir um marzão e o Reveillon, passo por aqui para deixar um recadinho. Pelo menos eu pretendo!

Beijo beijos

domingo, 13 de dezembro de 2009

Quando eu tinha dezesseis pra dezesete anos eu ficava com um carinha. Esse carinha, depois de uns dois meses de rolo, foi morar fora e eu sofri muito com a partida dele. Eu estava em Passo Fundo no dia do embarque justamente pra não ter que vê-lo partir. Chorei, chorei, chorei incansáveis dias. Dias depois que ele viajou, minha mãe me deu o CD Perfil da Ana Carolina (ADORO!!)e cada música me lembrava ele.
O tempo passou, fazem cinco anos que eu nunca mais o vi - mesmo sabendo que ele vem ao Brasil - nem falei com ele (nem por e-mail, MSN ou derivados).
Na sexta-feira, quando fui tomar um chopp com uma amiga, tive uma surpresa que, simplesmente, me deixou completamente sem ação: Eu reencontrei o carinha de cinco anos atrás. Fiquei feliz demais e um misto incrível de sentimentos tomou conta de mim. Fiquei alguns segundos sem ter o que dizer, e todos os dias que tive a oportunidade de estar com ele me voltaram a memoria.
Resumindo a história, fiquei extremamente surpresa com a presença dele que não consegui me levantar e ir abraçá-lo ou ir até ele dizer alguma coisa, fiquei sentada na minha cadeira pasma! E ele foi embora!
Mesmo não tento falado com ele, fiquei muitíssimo feliz... e gostei de ter lembrado tudo o que pude passar - mesmo que por breves instantes - junto dele!!! Será que, depois de cinco anos, ele me reconheceria???!
Quem sabe?! Afinal, eu não mudei taaaaanto assim!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Repercusão

Me machuquei consideravelmente bastante no final de semana. Doeu e ta doendo pra "aaeo" como diria a Ju. Só que o mais tri do machucado, desconsiderando o fato de que foi quase uma fratura "a mostra" eu to bem, são os comentários a respeito.

Pois bem, as frases/perguntas feitas a mim quando se deparavam com a minha perna, foi a segunda parte mais tri da historia - sim, porque a primeira foi o tombo em si - sendo assim, segue:

Moça 1: "Mas moça, tu caiu porque tava 'borracha'* **?
Eu: Não querida, cai de boca aberta que eu sou mesmo!!" (essa eu respondi de verdade, porque a pergunta foi 'ingenua')

Moça 2: "Aiii que feio esse teu machucado, tu caiu?!
Eu: "Não, eu gosto mesmo de me atirar no chão!!!"

Moça 3: "Bah, mas tu te machucou?!" (quase com o ossos da perna aparecendo e praticamente escorrendo sangue!)
Eu: "Não, fui tentar me depilar com a faca de pão, mas não deu muito certo!"

Moça 4: "Mas tu caiu no chão?!"
Eu: "Não, me atirei na parede!! Meu sonho sempre foi ser uma lagartixa"

Eu continuo tendo PAVOR, HORROR, ESPASMOS com perguntas idiotas!!! E é evidente que a minha resposta será igualmente idiota! No entanto, levemos em consideração que eu sou uma moça relativamente educada e que me abstenho ficando em silêncio, apenas admirando a idiotice alheia!!!

Beijos

* Borracha: entende-se como embriagada para os 'leigos'
** Carreguem bastante do "R" porque a moça era do interior.
"Ando sozinho,
pelas ruas
nas esquinas de qualquer lugar..."

Sentindo a falta de conversar ao vivo com algumas pessoas e da mesma forma poder abraçá-las.
...
Acordando cedo, dormindo cedo e, de certa foma, me sentindo uma idiota!!!
...
Me recuperando de um rico tombo ocorrido no final de semana com fatos e circunstancias ainda não esclarecidas. E tá doendo!!!
...
Final de semestre, trabalhos, provas, criatividade e paciência em doses cavalares!!
...
Só esperando a hora de ir pra praia... Ahhh o verão! De casa nova!!! \o/
...
Saudades da Rééééka e da Lais!!!

Beijo

domingo, 6 de dezembro de 2009

Vem de dentro

Ando cheia de palavras, pensamentos e lembranças na cabeça, mas ainda nao consegui organizar tudo isso de forma que eu consiga expressar, mas muitas dessas lembranças e pensamentos consomem grande parte do meu dia.

...

"Vai sim, vai ser sempre assim
A sua falta vai me incomodar
E quando eu não aguentar mais
Vou chorar baixinho, pra ninguém ouvir
Vai sim, vai ser sempre assim
Um pra cada lado, como você quis
E eu vou me acostumar
Quem sabe ate gostar de mim
Mesmo que eu tenha que mudar
Móveis e lembranças do lugar
O meu olhar ainda vê o seu
Me devorando bem devagar
Vem, que eu ainda quero, vem
Quando menos espero a saudade vem
E me da essa vontade, vem
Que eu ainda sinto frio
Sem você é tudo tão vazio
Vem me dar essa vontade,
Vem que esse amor ainda é meu
Troco todos os meus planos por um beijo seu
E essa noite pode terminar bem"

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Yeah!

Quando, numa simples palavra, a mente dá um estalo e tudo começa a fazer sentido, é quando me surpreendo com as coisas que eu desconheço. Isso, porquê ninguém me tira da cabeça que eu sou assim com um determinado "alguém" por alguma coisa que aconteceu anteriormente e ninguém que me contar. O que justifica também o medo que "eles" tem que eu descubra. Vai saber, ne?! Mas eu ainda vou conseguir saber o que realmente aconteceu.
...
E me disseram também que eu procuro nos outros tudo o que eu tive um dia, que eu espero que os outros me proporcionem tudo o que "alguém" me proporcionou um dia. E eu descordo, pois não tenho pensado nisso de umas semanas pra , e o que também me ajudaria é evitar a presença "deste" mesmo que apenas dita. facilita muito a minha vida!
...
Nova semana, muitas coisas pra fazer e a cabeça bombanderson de coisas pra escrever. Semana de aniversário também!!! Iupiiiiii...

Beijos

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Respingos de uma semana grande

Ainda não encontrei as palavras certas para descrever todas as sensações que eu tive durante a semana que passou. O sabor de uma vitória suada e merecida é realmente indescritível. Apenas quem viveu sabe como é.
A galera fez um trabalho incrível durante todo o ano para que pudesse chegar, no último domingo, aonde chegamos. No entanto, com o tempo encontrarei as palavras adequadas para descrever tudo o que passou pela minha cabeça naquele dia e todas as sensações sentidas. Agora, a única coisa que eu sei fazer é sorrir de faceira e agradecer a todos que contribuíram para que mais essa vitoria se tornasse realidade!
Valeu família Mucho Locos.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Crepe

Enquanto comiamos um crepe na faculdade, lá pelas tantas...

...
Lu: Alguém quer guardanapo??
Mari: Não obrigada. Eu não como essas coisas!!
...

Tive espasmos de tanto rir!!! Eu me 'divirto' muito!!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Porque eu tenho amigas de verdade

Então, o casamento da e do Pancho foi perfeito, tranquilo e lindo!!!! E eu estou muito feliz por saber que, em partes, eu trabalhei pra que tudo saísse da forma que saiu. , muitíssimo obrigada pela oportunidade!!!
...
E lá pelas tantas, durante o final de semana, em meio a uma brincadeira, ela disse pra mim "...Porque eu não gosto da forma como ele se aproxima de ti!" e isso ainda esta na minha cabeça. Não vejo isso como 'ciúmes' amigável, mas vejo pelo lado de que, sabemos como as coisas acontecem, sabemos o que aconteceu e tentamos prevenir novos 'acontecimentos' neste estilo. São em atitudes como essa que percebemos o quanto as pessoas gostam de nós ponto de nos proteger desta forma.
Porque ela sempre me diz absolutamente tudo o que eu tenho que ouvir - sejam coisas boas ou ruins - como uma amiga de verdade!
...
Uma semana menos agitada, mas com coisas da faculdade pra fazer! E que tudo o que eu desejo e espero se concretize!

Beijos

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Tanto, tanto, tanto...

Uma semana power corrida. A e o Pacho casam no próximo sábado e eu to mega ansiosa, pois foi eu - juntamente com a Réka e a Claudya - quem tem organizado as coisas do casamento. Vai ser simplesmente lindo.
Na sexta dei uma 'passada' na chopperia com a Drika, o Urso e o Ninja. Dei risadas como a tempos eu não dava e matei um pouco da saudade que eu estava deles. Mais uma vez me impressionei com a futilidade e a falta de conteúdo das pessoas dessa cidade. E,ultimamente, a futilidade e a ignorância cultural tem sido algo que me irrita. Bebemos chopp, falamos besteiras, colocamos as fofocas em dia e rimos muito. Agregamos pessoas a mesa, mais risadas e mais chopp.
Lá pelas tantas, exatamente às 5h quando íamos pra casa, me foi questionado o que seria feito do meu feriado e a resposta foi a mesma de alguns dias: "Vou pro interior numa gincana." Pra minha surpresa, a replica à minha resposta me surpreendeu bastante: "...e quando tu estiver no meio do mato catando o teu tesouro, pensa que pode ter um 'tesouro' aqui atrás de ti!". E isso ficou na minha cabeça durante todo o feriado. E, hoje, quando quis debater a respeito a resposta que recebi foi "agora não tem importância, eu to namorando". Prefiro não comentar mais nada a respeito.
...
Finados. Enquanto eu estava em Rolante, os aniversariantes do meu orkut foram atualizados, e lá estava ele: 14 de Novembro aniversário do Johnny. Chorei em Rolante (escondidinha) e chorei em casa, lembrando dele e do quanto, em determinados lugares, as pessoas me lembram ele. Fico triste. Me toca pelo fato de ser alguém relativamente próximo a mim e mais ainda por ter basicamente a mesma idade que eu. Cheio de coisas pela frente. Tu faz falta pra mim, mesmo com a distancia que tínhamos. E hoje, acendi uma velinha branca pra ti, desejando que estejas em paz e bem seja la por onde tu andas.
...
E a gincana foi muito boa!!! Coreografia Mucho Locos foi sensação na Brahmeiros e a galera nos tratou inexplicavelmente bem. Comemorando a colocação da Brahmeiros e a BI-LANTERNA da Retalho em Gincanas no Interior - sem comentar a falta de espírito esportivos deles. Mega animada para a Iª Gincataí. E nessa gincana do interior, descobri que AMO a Mucho Locos muito mais do que eu imaginava. Bati no meu peito, demonstrando o meu amor à camiseta de forma fervorosa, e sei que isso é verdadeiro e é pra sempre!!! "Mucho Locos, Mucho Locos nada vai nos separar... somos todos teus seguidores para sempre eu vou te amar!"
...
E ele foi embora. Definitivamente. Foi pra terra dos melhores perfumes, do vinho rose, da falta de banho e do biquinho. Procurei nao pensar muito a respeito disso, mas nos momentos em que a cabeça esta vazia, lembrei do que me foi dito há algumas semanas: "Mas tu sabe Mari que eu pensei que vocês iam namorar? Ainda comentei com ela que vocês dois juntos era uma graça.". Pois é, não deu.
...
E essa semana será corrida, cheia de compromissos e coisas relacionadas ao casamento para providenciar.
...
Ainda a procura de um amor pra vida toda. Esperando encontrar o meu tesouro!!!
Beijo beijos

domingo, 25 de outubro de 2009

de volta ao normal...

Já fazem 23 dias que voltei de São Paulo, comi três vezes um churrasco bagual e, depois de comer Big Mac quatro vezes em seis dias, hoje eu to com uma vontade EN-LOU-QUE-CI-DA de pedir o número UM. Com aquela batatinha quentinha e salgadinha e um copão de 500ml de Coca-Cola Zero ignorante de tão gelada. Hummmm... Tati, vamos?! Hehhehehe...
.
Me senti tão atingida pelo pataço que levei dias atrás que nem vi de onde veio tampouco seu motivo, que ontem não me senti a vontade em determinada situação. Fiquei na minha, não fui grossa nem ignorei ninguém. Apenas respondi o que me era questionado e interagi nas conversas como as demais pessoas. Até porque os outros não tinham culpa da ignorância e falta de senso esportivo de alguns.
.
Contando o dias pra GINCATAÍ... E matando as saudades de toda essa função através das fotos e dos vídeos que eu tenho. MUCHO LOCOS SEMPRE!!!
.
Mais uma semana que se começa. Mas uma batalha que se inicia... Eu PRECISO de um emprego!!! A minha sorte é que eu tenho mais sorte do que juízo!! hehehehe
.
Deeeeeeeeeeve ser!
.
.
.

Beijo beijo

sábado, 24 de outubro de 2009

Vivendo numa realidade de fábulas e metáforas, hoje tenho uma pra contar:
...
"Era uma vez uma menina gordinha que morava em uma casa simples no interior. Essa menina adora ir acampar com os amigos bem como estar sempre na companhia deles independente da situação. Mas, no último feriado a galera iria acampar em uma cidade há, mais ou menos, 150 km de onde moravam e a menina gordinha não pode ir. Ficou chateada e tentou, sem sucesso, arranjar alguma forma que a possibilitasse de acompanhar seus amigos.
Na tarde do dia em que iriam até a cidadezinha acampar, um amigo - que não era tão chegado como outros - ligou pra ela e disse que não importava o motivo ou a razão pela qual ela não estava indo, assim como ele outros faziam questão da sua companhia independente do que fosse.
No entanto a menina gordinha agradeceu, de coração, a iniciativa e a consideração, mas acho melhor permanecer em sua cidade. FIM"
.
Algumas coisas ainda me chocam e muitas pessoas ainda me surpreendem. De qualquer forma, ainda tem muita coisa necessária a aprender e viver.
.
Será?!
.
Aiiieeee....
.
Quando eu acredito conhecer todas as pessoas que eu acho que conheço - e espero que elas tenham as reações e atitudes que eu teria - mais eu me surpreendo com aqueles que eu nunca fiz questão de conhecer muito e aprendo que eu não posso exigir que as pessoas façam por mim o que eu faria por elas.
.
Seja o que Deus quiser!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Eu sou uma menina de risadas altas e espalhafatosas.
Se tu não gosta faz silêncio mais alto e me deixe transparecer a minha alegria!!

...;...

A futilidade me irrita.

..........................................

A desconsideração me revolta

..........................................

A inteligência é afrodisíaca, assim como a burrice é broxante

..........................................

Eu acredito no amor

..........................................

Não tenho tudo o que preciso, mas preciso de tudo o que eu tenho

.........................................

Que atire a primeira pedra aquele que nunca dormiu um dia todo

........................................

Dia maravilhoso de sol

........................................

Let's go to the beach!!!

.......................................

Los Mucho Locos 2009 - Não necessita temer, basta respeitar!!!







Beijo beijo

terça-feira, 20 de outubro de 2009

...e essa noite sonhei com ele novamente. E tudo o que foi dito e feito era mentira.
Como no sonho da noite passada...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Today I wake up kind of strange...
I dreamed that I was told "I love you", but I knew that were lie.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

"Eu exercito meu bom humor
que é a melhor coisa que
uma pessoa inteligente pode fazer"

Tudo do avesso

Fui acordada por um grito, quase que desesperado, na frente da minha casa: Mariaaaaaaana!!! Era a Réka que veio buscar a máquina fotográfica. Voltei pra cama na tentativa de retornar ao meu sonho interrompido. Sonho esse que, por sinal, foi ridículo: sonhei que haviam pintado meu cabelo, só na parte de baixo, com água oxigenada. Não satisfeitos, ainda pintaram minhas sobrancelhas da mesma cor e cortaram meu cabelo na altura das orelhas. Resumidamente, fiquei HORRÍVEL.
Mas, continuando, voltei pra minha cama pra tentar dormir mais um pouco, quando uma pessoa sem noção liga pra minha casa. Como sempre ia deixar o telefone tocar, até porque quando ligam pra minha casa e eu to dormindo, eu não levanto pra atender. Caso seja importante, que liguem pro meu celular - e nem sempre eu atenderei... heheheheh. Me levantei:
- Alô?!
- A Beth, por favor!
- Não tem ninguém aqui com esse nome.
- Ah, desculpa foi engano.
Desisti de dormir. Enquanto arrumava a casa, o telefone de casa toca novamente:
- Alô?!
- Quem fala?!
- É a Mariana.
- Oi Mariana. Queria ver contigo a respeito de uma casa de vocês que te...
- Perae, perae... sobre o quê o Senhor ta falando?!
- Não é da Imobiliária Verdes Morros (verdes alpes, verdes qualquer coisa que eu não lembro agora)???
- Não, esse telefone é residencial.
- Ah, ta bom. Desculpa então, foi engano.
Voltei a arrumar a casa.
Enquanto fazia o almoço, porque a Mana e a minha bolotinha almoçariam aqui hoje, a porcaria do telefone TOCA de novo.
- Alô!?
- Oi Beth!!!
- Não é a Beth. Não tem ninguém aqui com esse nome.
- Ah, mas então ela mudou o número do telefone dela.
- Minha senhora, esse telefone é meu há mais de dez anos. Eu acho é que a senhora ta digitando errado o número do telefone, ou lhe informaram um numero errado.
- Será?!
- Tenho quase certeza!
- Ah ta, desculpa então!!
- Não tem problema.
Depois disso, nada demais aconteceu no meu dia sem graça. Estudando, trabalhando nos meus eventos e procurando emprego!!!

...

Hoje ele resolveu parar pra conversar. É óbvio que não foi comigo, ele parou pra se aparecer pra minha mãe, e quem se ferrou foi eu. Conversava com ela com se nada nunca tivesse acontecido, como se nós dois fossemos apenas ex vizinhos e nada mais. Fiquei com nojo dele, porque, além de não ter vergonha naquela cara gorda de bolacha, ainda fez pra se aparecer. O detalhe é que ele não me olha nem fala comigo, porque não tem coragem de assumir o que fez.
Até nisso ele é covarde.
Algumas lágrimas, um pouco de raiva e revolta. Mas nada que não passe depois de um tempinho. Ainda não esqueci as coisas que ele me disse. E acho que não esquecerei tão cedo. Acho que, de repente, sobre alguma ponto de vista, eu ainda goste dele beeeeeeeeeem la no fundinho. Querendo ou não ele tem um significado especial pra mim - não sei se felizmente ou infelizmente.

...

Amanhã vou na Réka fofocar, comer pipoca e mais algumas besteiras pra poder chorar um pouquinho das minhas pitangas e buscar no abraço revigorante dela, um consolo, um gesto de carinho.

Beijo beijo

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Parabéns!!!


Eba eba eba... Hoje, 14 de Outubro de 2009, meu blog está de aniversário. Juntos, comemoramos um ano no ar, levando a todos os que me acompanham, um pouquinho de mim, e compartilhando com estas pessoas alguns momentos da minha vida.
São 365 dias de vida, com 113 postagens (contando com esta), alguns poucos comentários, mas uma felicidade imensa em estar aqui e poder contar um pouco de mim.
Obrigada aos que acessam, aos que comentam e,também, os que me seguem. Fico feliz de poder fazer, nem que seja um pouquinho, parte da vida de vocês assim como vocês fazem da minha!!
Tô mais faceira que mosca em tampa de xarope!
Obrigada a todos!
Grande beijo

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

"...Amei, amei, amei
Mas eu nunca pensei
que eu fosse gostar tanto assim.
Amei, amei, amei
E só imaginei você todo pra mim
Amei, eu amei
Mas jamais eu pensei
que sozinha eu fosse ficar
Tentei, eu tentei outro alguém
Mas fiquei sem ninguém
Eu só sei te amar..."
Depois de um ano e meio, completados hoje, eu ainda sinto a tua falta. Apesar dos pesares, tu sempre foi um cara bom pra mim e me proporcionou momentos maravilhosos, assim como conhecer pessoas especiais. Mas, por uma opção tua, tudo isso acabou. "Você foi pra mim, a coisa mais bonita que me aconteceu, não pode imaginar os sonhos que me deu. E quanta insegurança me deixou com um adeus. Amei você, sem truque, sem maldade fiz o meu papel (...) você não acredita, mas eu fui fiel (...). Mas hoje posso ver que foi melhor assim (...) a vida continua..."
Agora, depois que cheguei da rua e nela me sentia sozinha, senti falta de ti. Mas senti do meu jeito.
Senti falta de te ter do meu lado, da tua companhia. Mas não senti falta de te amar. Senti falta de um carinho, de um abraço. Mas não senti falta do teu cheiro nem do teu toque.
Senti falta de alguém do meu lado no feriado, alguém que dividisse o sofá comigo e me ajudasse a comer pipoca vendo filme. Mas não senti falta da tua presença.
Senti falta de vários momentos que tivemos juntos, e até dos que não tivemos a saudade se fez presente. Mas eu sei que nada disso me pertence mais, como nunca pertenceu. Minha vontade era mandar-te uma mensagem "Ainda sinto tua falta, mas do meu jeito!", mas mudei de ideia, porque ainda sou da 'politica' de não fazer para os outros o que fizeram comigo e eu não gostei.
Mas, enfim... Tudo na vida é passa, porque nada dura pra sempre!
"...E no brilho de uma pedra falsa
dei amor à quem não merecia
Eu pensei que era uma jóia rara,
era bijuteria.
Nas mentiras, nas palavras doces
ficaram no teu olhar tão frio
na beleza do teu rosto esconde
um coração vazio..."
Beijo beijo

domingo, 11 de outubro de 2009

OlimPIADAS 2016

"R$120 milhões para promover a escolha da cidade (Rio de Janeiro) junto ao Comitê Olimpico Internacional. Oficialmente as obras consumirão R$90 bilhões, cifra que tende a aumentar e pode chegar ao inimaginável. A violência e a insegurança devem crescer (pois tendem a isso), mas estarão disfarçadas em viadutos e obras, algumas necessárias, outras inuteis ou de suspeitosa utilidade..."

- Flávio Tavares - Jornal Zero Hora; domingo, 11 de outubro de 2009.
É, e daqui eu sigo... lamentando cada dia mais. É muita grana... tu tá louco!!! Lamentavél!!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

De um jeito meio assim.... sabe²²²?


Acordei meio triste, mais quieta. Num momento de reflexão comigo mesma. Me senti sozinha, carente, largada.

...

Essa viagem até me fez bem num ponto de vista particular, me fez esquecer algumas coisas que estavam na minha cabeça de forma persistente e chata. Me fez gostar mais de mim, me sentir apaixonada por mi mesma, mas ainda assim sozinha.

...

Levei um patasso de graça sabe?! Nem vi de onde veio, sei que me atingiu de uma forma surpreende. De qualquer forma resolvi guardar a ferradura de lembrança.

...

Sinto tanta falta de algumas coisas e a maior e mais evidente das faltas na minha vida é a de uma companhia, de um carinho, de atenção. De alguém que divida comigo as risadas e as tristezas, os momentos de sol e de chuva. De alguém que "goste", também, dos meus defeitos e que me veja como única e singular.

Acho que eu to mofando. Meu coração sente falta de bater forte, de sentir-se feliz e amado. Sente falta de estar apaixonado, de ouvir um "Eu te amo!" de verdade, que venha do coração. De sentir um abraço apertados, um sorriso amável, um gesto de proteção.

Procurando a minha metade da laranja (ainda)!!!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Viagem

Fui ao Rio de Janeiro e a São Paulo na semana passada. A viagem foi muito boa, conheci uma galera muito gente fina, fui num baile funck (muito triiiii), dei muitas risadas, tirei uma infinidade de fotos e, depois de alguns contratempos, a viagem chegou ao fim com uma confraternização no Hopi Hari.
A cidade do Rio de Janeiro me surpreendeu muito. A praia de Copacabana é realmente muito linda com todos aqueles coqueiros e aquele marzão lindo e limpo. As pessoas em sua maioria, são consideravelmente hospitaleiras e a Quadra do Salgueiro e da Mangueira, acompanhadas de suas respectivas baterias, é algo fascinante e contagiante.
No entanto, o que mais me chamou a atenção na "cidade maravilhosa" foi a falta de beleza. É claro que essa opinião é única e exclusivamente minha, mas gostaria de compartilhá-la. Durante os três intensos dias que passei no Rio muitas coisas me tocaram e me chamaram a atenção de forma surpreendente. O horário limitado para andar pelas ruas a noite, mesmo em grupos, era até às 22h caso contrario os riscos de assaltos, arrastões e coisas do genero eram muito maiores do que durante o dia. O fluxo de carros também era intenso, mas nada que se compare ao trânsito de São Paulo.
Mas o que mais me chocou durante a estada no Rio, foi o descaso com a cidade: absolutamente TODA a cidade é pixada. Pontos históricos, praças, prédios, estádios, escolas... TUDO, sem levar em consideração as favelas que compõe grande parte do Rio de Janeiro. Além das pixações, a cidade tem prédios em ruínas e, em determinados pontos, tem cheiros extremamente desagradáveis. Esgoto e urina. Cheiro de podre. De-sa-gra-da-vel.
Mas, numa visão geral, pelo lado de que o Rio de Janeiro será sede das Olimpíadas de 2016 eu vejo isso como uma grande palhaçada. Para entender melhor isso, assistam ao Altas Horas do dia 10 de Outubro - próximo sábado - e vejam o que o lutador Victor Belfort relata sobre o desaparecimento de sua irmã Priscila. E com base neste depoimento, eu tive vontade de questionar nossos governantes: com todos os problemas que a cidade do Rio de Janeiro possui, referente a saúde, educação, segurança e moradia como pode ser sede de Olimpíadas? Gostaria muito de saber dessas pessoas que moram nas favelas o que sentem sabendo que o governo gastará milhões (bilhões, trilhões) de reais na construção de vilas olímpicas, reformas de estádios pelo país e construção de novos estádios, parques aquáticos, pistas de atletismo e mais uma serie de coisas, sabendo que tem gente sem comida, sem saúde, sem moradia e sem educação? Será que ninguém se da conta da vergonha que será para o Brasil toda a questão da violência estabelecida, também, pelo trafico para com os atletas nacionais e internacionais?
Como disse o Victor Belfort, falta no Brasil que as pessoas abracem os problemas do próximo, tentem ajudar a melhorar as condições dos mais necessitados e dos menos necessitados também. Porque ninguém é tão 'rico' que não precise de ajuda, nem tão 'pobre' que não possa ajudar.

Não troco o meu Rio Grande por nada nesse mundo!!!
Em breve, posto algumas fotos e posto algumas coisas especificas da viagem. No momento ainda estou refletindo sobre tudo isso e a Copa do Mundo que ainda acontece antes da Olimpíadas. Apenas peço força e coragem a todos!!
Boa semana!!
Beijo beijo tchê!!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Here I go!!!!
Durante toda a viagem tentarei fazer posts diários da minha mais nova experiência de andar de avião pela primeira vez e ultrapassar as fronteiras do Paraná!
E, antes de mais nada, agradeço a minha mãezórinha que sempre fez e faz de tudo por mim e pra mim. Sem ela, com certeza essa viagem não aconteceria!!!
Obrigada Mãe!!
Na segunda já estarei em solo carioca e todos poderão acompanhar por aqui as aventuras de uma gaúcha que ama viajar e que ta superhiperultramegamasterpower empolgada com a viagem!!! Ahhh e com fotos, hein!!!
CHEGA LOGOOOOOO SEGUNDAAAAA!!!
Iiiiiiirraaaaa!!!!
Beijo beijo

domingo, 20 de setembro de 2009

De um jeito meio assim..... sabe?!

"Quer saber
Sem você até não tá tão mal.
Só me acostumar..."

Pois é... sem muito o que dizer a respeito, mas parece que eu passei a vê-lo de uma forma diferente (lembrei de uma propaganda do Universitário agora... hahahhaha...) e o pior é que tem outras pessoas nos olhando de forma diferente. Sei lá! Não sei bem explicar, mas parece que até os pais dele estão assim, nos percebendo de forma diferente!!!
Enfim... estou de um jeito assim.... sabe?! De qualquer forma, acredito que seja passageiro!
"...Se era só um brinquedo
Num toque vai passar
Bem mais fácil te esquecer
Do que te amar (...)
Vou deixar rolar
Sem querer saber do fim..."
...

Bom, segunda-feira que vem é o dia!!! Mega feliz, hiper empolgada e cheia de coisas pra fazer!!!

...

Boa semana a todos!!

Beijo beijo

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

4 ever

Das coisas que eu sei, é que nada dura pra sempre. Tampouco os maiores e mais verdadeiros amores.
Dais coisas que eu sei, é que nada dura pra sempre. Nem os momentos tristes e tampouco os momentos felizes.
Das coisas que eu sei é que amores de verão sobem a serra sim, mas igualmente não duram pra sempre.
Das coisas que eu sei, é que todos - todos mesmo - aqueles que sobem muito rápido, tendem a descer mais rápido ainda. E que tudo aquilo que tu faz ou deseja pra alguém, volta em dobro pra ti.
Das coisas que eu sei, é que tudo aquilo que vem fácil, igualmente fácil se vai.
Das coisas que eu sei, é que se Deus te tirou algo ou alguém neste momento e isto te deixou triste, não fique. Pois Ele está reservando algo melhor pra ti. E é verdade.
Das coisas que eu sei, é que amigos não são aqueles que te passam a mão na cabeça e dizem que tudo vai ficar bem, mas sim àqueles que te fazem encarar de frente as barreiras e as dificuldades por mais que isso possa lhe machucar.
Das coisas que eu sei, é que o medo e a falta de vontade nos impede de vencer. E que a glória está ao alcance de todos, mas apenas aqueles que lutam de verdade podem conquistá-la.
Das coisas que eu sei, é que tudo na vida é questão de tempo e que nem tudo que é claro como a luz é bom, como nem tudo o que é negro como a escuridão é ruim.
Das coisas que eu sei, é que levantar a cabeça e reagir frente as mais diversas situações é questão de personalidade, não de incentivo.
Das coisas que eu sei, é que tu atrai exatamente aquilo que tu é e não aquilo que tu quer.
Das coisas que eu sei, é que ser feliz depende, única e exclusivamente, de nós mesmos.
Das coisas que eu sei, é que o orgulho é tão devastador quanto a inveja e que àqueles que estendem a mão pedindo ajuda, são os verdadeiros vencedores. Da mesma forma que as lágrimas não significam fraqueza, mas a coragem de demonstrar um sentimento.
Das coisas que eu sei, é que absolutamente todas as decisões que tomas na tua vida, sejam elas grandes ou pequenas, são elas quem decidirão o rumo que tua vida terá para sempre.
Das coisas que eu sei, é que amanhã é um novo dia e que todas as coisas feitas e ditas hoje, já foram e que cada um tem em suas mãos o dom e a responsabilidade de traçar o próprio destino.
(...)
Mana, te amo e estarei sempre contigo!

Faltam alguns dias!! Me perdi na minha contagem!! Hahahaha...

Beijo beijos

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Silence

"Quem conta um conto,
aumenta um ponto!"



Por hoje é só! Amanhã?!
Ahhhh, amanhã é outro dia!!!
Faltam 14 dias!!!
Tô mega anciosa!!! Eba eba eba...
Beijórinho!!!

domingo, 13 de setembro de 2009


"...eu não desisto do que eu quero

mas não me desespero.

te espero."


É, me dei conta de (mais) algumas coisas hoje e durante o final de semana. Cheguei a conclusão de que as pessoas mentem - e muito -, mas não apenas pra mim - o que, teoricamente, é normal -, mas mentem para si. "Todas as vezes que tentastes me falar, mas não conseguiu, eu sei". E isso, sinceramente, me surpreende muito. Tu mentir pra alguém é até "aceitável", mas mentir pra si é praticamente doentio. Porque não apenas mentindo a pessoa vive essa mentira, o que faz com que, absolutamente tudo - sentimentos, emoções, sensações, pensamentos... - vire mentira. E eu to chocada com isso. Não foi a primeira e tampouco vai ser a última vez que mentem pra mim, mas eu lamento pelos mentirosos, porque quem vive a mentira, (in)felizmente, não sou eu.

O meu mundo é de verdade - e beeeeem de verdade às vezes -, tem pessoas de verdade, lugares de verdade, mas principalmente pensamentos, emoções e sentimentos de verdade. Eu vivo tudo isso de forma extremamente intensa e é visível - mesmo sabendo que "o essencial não é visível aos olhos". Porque eu riu demais, eu abraço demais, eu falo sério demais, como também falo besteira demais, me dedico demais, tenho responsabilidade demais (às vezes), respeito demais. Eu amo demais. Absolutamente tudo. Mas, assim como eu aprendi a amar tudo demais, eu aprendi a me desprender de tudo com a mesma intensidade.

É... Aprendi a me valorizar, a me respeitar e respeitar principalmente o que eu sinto. Minhas opiniões, às vezes, até mudam. O humor, vez que outra, muda repentinamente. Mas, mesmo assim, eu continuo amando tudo demais. É por isso que, em determinados momentos, eu "abro a porta da gaiola" e deixo que 'meus amores' voem. Deixo que eles caminhem com as próprias pernas, que busquem o que querem, enquanto eu os observo com o coração. Porque os 'meus amores' sabem onde me encontrar, e sabem que eu SEMPRE estarei por perto independente de distância, lugar, hora, tempo ou o que for.

(...)

E por amar demais, sinto falta de que me amem. Sinto falta de todas essas coisas que, por um bom tempo, eu não tive. Essa reciprocidade tanto de coisas boas quanto de coisas ruins. Digamos que um feedback amigável. Sintia falta de poder conversar com alguém sobre absolutamente todos os assuntos, sem me sentir constrangida ou com medo de julgamentos ou fofocas posteriores. Apesar de sempre ter amigos nunca me senti completamente a vontade pra falar sobre determinados assuntos. Mas hoje eu vejo que, nem uma irmã e tampouco um namorado, seriam capazes de me dar a segurança e a força que hoje eu tenho.

Pode-se dizer que um ano e quatro meses é, relativamente, pouco tempo. Mas e daí?! A empatia e a sintonia foram abaladoras desde o primeiro contato e desde então só aumenta. Porque meu telefone sempre toca nas horas certas (mesmo que o som do telefone seja meu despertador); porque aquele carro aparece aqui na frente nas horas mais monótonas pra me tirar de casa; porque nunca foi preciso dizer muitas coisas, o olhar sempre bastou; porque minhas orelhas foram puxadas inúmeras vezes acompanhadas de incontáveis "sermões"; porque sempre me foi dito tudo o que devia e não foram apenas coisas boas.

É... parece que, às vezes, eu sinto a falta dela mais do que seria permitido. Ela tá sempre do me lado, mesmo que virtualmente, me dizendo todas as coisas que todo mundo sempre diz, mas de uma forma dela. O abraço dela é a única coisa que me deu (e ainda dá) força pra levantar a cabeça e enfrentar os meus "monstros".

(Já to até chorando... heheheh...)!

Chefa, amo tu mais que negrinho!!! hehehehe...

Beijos gatammmm


"...mas amor não se implora,

nem se joga fora.

O amor a gente conquista..."


Ainda a procura de um amor pra vida toda!!!


Faltam 14 dias!!!

*** Calma Rê, daqui a duas semanas tu vai saber... heheheh


Beijo beijo

TPM

De TPM. Completamente sem paciência para perguntas idiotas, pessoas inconvenientes e atitudes desnecessárias.
Uma correria do cão em função da Gincana, me vesti de freira pra tirar uma foto no centro da cidade - acreditem, teve gente que foi com fantasias muitíssimo piores - e completamente de saco cheio pra frescuras do tipo "aiii, mas ta chovendo...". Tu é de açúcar por acaso?!
Arghhhh....
De saco cheio de esperar por decisões ou respostas; de saco cheio de me desapontar com alguns por terem me mostrado o que não são e me fazer acreditar em coisas que jamais existirião.
Sensível, com cólicas e, de certa forma, irritada!

(...)

Parabéns Rafyuky pelo teu aniversário na sexta!

(...)

Parabéns Babalauer pelo teu aniversário hoje (domingo)!!

Faltam 16 dias!

Beijos e bom domingo!!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Louca de faceira

Minha cusca voltou pra casa. Louca de faceira que eu to. Ainda nem dormi de tanta alegria.
Depois que desliguei a televisão (lá pelas 5h da manhã) e me agarrava ao Morethanwords (meu cachorro de pelúcia) pra dormir, ouvi um latido que vinha lá de baixo. Me arregalei. Levantei e fui até a cozinha. Abri a janela e lá estava a minha cusca deitadinha em seu tapete vermelho. Linda, faceira e podre de suja.
Mas enfim, uma noite/manhã em que só recebi noticias boas: minha cusca voltou pra casa me trazendo alegria novamente; Antes tarde do que nunca, mas felizmente ainda em tempo, algumas coisas mudaram no Reino da Maravilha - olha que eu nem precisei fazer nada, hein - o que demonstra que não sou apenas eu quem está ligada no que (não) acontece por aqui. Mas enfim, as coisas estão começando a andar e quem achou que um dia se daria bem, está vendo a circulo fechar. E isso eu quero assistir de camarote. E a última, mas não 'menos boa' (se é que essa expressão existe) notícia é que o que eu pensava e analisava ter acontecido, realmente aconteceu. Mas isso ainda não é um fato concreto, no entanto, de qualquer forma, já me deixa muitississimo feliz!!!

"E quanto mais a vaca pula, mais afunda a grama". Já dizia uma véia debaixo de um burro!

Eba eba eba.... Feliz, feliz, feliz....

Em breve novidades (hoje mega empolgada) boas!!!
Faltam 17 dias!!!!
Beijoco

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Bal³...

To triste... sensível... ao mesmo tempo irritada e de TPM!!!

Preciso de colo. Preciso de carinho. Preciso de atenção e amparo!

Minha 'cusca' foi embora e me deixou muito triste. Diz a minha mãe que ela volta (como se eu ainda fosse uma criança e acreditasse nisso). Chorei feito uma criança quando percebi que aquele rabo branco não abanava mais quando eu cheguei da aula, nem aquela festa que ela fazia estava mais no pátio. Sem festa, sem pulos de coelho - de tão altos -, sem gritos nem latidos, sem pulgas nem carrapatos.

Saudades da minha cusca!

...ainda entupidassa, mas menos mal!

Em breve novidades (hoje, sem empolgação!) boas...
Faltam 18 dias...

Xoxo

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Bal²...

Ainda to 'bal'...

O 'dariz' permanece entupido. ..
A tosse ainda permanece...
'Bas' agora a dor é 'dos' rins. E dóóóóóiiiiii...

Aiiiiiii... dóóóóóiii...

Bal e entupidassa !!!

- Faltam 19 dias!!! Eba eba eba... -

Xoxo

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Bal...

Primeiro veio um pequeno pigarro na garganta. Seguido de um rápido banho de chuva. Na madrugada a tosse e a coceira fizeram a festa na minha garganta.

Resultado: Praticamente sem voz, com o peito pesado e o nariz entupidasso. E, em todo esse processo, tem uma que não me abandona nunca: a Rinite!

Eeeeeeitaa nóóóóss!!!

To bal e entupida!

xoxo

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

"É sempre amor mesmo que acabe"


Navegando pelo mundo dos Blogs agora a noite, retribui a visita que me foi feita hoje durante o dia. Li alguns textos postados pelo proprietário do Mais que Palavras, e me identifiquei muito com os textos, mas em especial este. Então, peço licença para postá-lo e desejo a todos um excelente feriado!


"Queria muito que me dissestes tudo o que sei que pensas.

Queria que me deixasses fazer parte da tua felicidade, enquanto a minha não aparece.

Sempre soube de todas a vezes em que tentastes falar, sempre compreendi cada olhar teu de angústia.

Sei que não podemos alimentar. Pois quanto mais alimentamos, mais cresce!

Todas as vezes que tentastes falar, e parou... eu sei.

Sei sim, tudo o que pensavas em dizer, assim como sei, que se eu insistisse mais um pouquinho, me falaria. Sei como isso está transbordando em ti, assim como transborda em mim.

Mas tenho medo de ouvir.

Porque sei que me alimento das tuas palavras.

Devoro teus olhares e respiro todas as sensações que me proporcionas.

Todos os suspiros, as borboletas, tudo aquilo que sentimos bem lá no fundo, mas não sabemos explicar.

Não quero ouvir, não quero mais sentir... Porque não posso mais alimentar-me de coisas imagináveis.

"Como poderia ser?, o que poderia fazer?, como seria estar?..."

Muitos verbos, muitas interrogações...

Ahhh se tu soubesses!"


"...Que é sempre amor mesmo que mude.

É sempre amor, mesmo que alguém esqueça o que passou..."


Em breve novidades!!!

Faltam 22 dias!