quinta-feira, 30 de abril de 2009

Os absurdos que o povo fala !!!

Eu, na minha qualidade de (quase) comunicadora, tenho a OBRIGAÇÃO de, além de saber me comunicar de forma adequada, me fazer entender de forma clara não apenas na escrita, mas também através da fala. No entanto, depois de ser aluna da Profª Janete, me sinto no dever de escrever de forma correta, mas não apenas por uma questão de status, mas por uma questão de honra em que eu domine a língua que falo fluentemente para que seja possível adquirir novas experiências linguísticas - a partir de agora sem trema!
Pensando pelo lado gramatical de nosso idioma, eis aqui as pérolas cometidas não apenas por leigos, analfabetos, e/ou semi analfabetos, mas também por grande escritores, atores, jornalistas e pessoas públicas em geral.
A origem desta postagem deu-se através do Programa do Jô, na noite da terça-feira desta semana. O Programa recebeu Gustavo Martins, um garoto que fez um trabalho interessantíssimo sobre rimas na Música Popular Brasileira. Segundo ele, a rima mais utilizada é mim com assim; coração com paixão... Até ai sem problemas, o assassinato linguístico - sem trema - começa quando os compositores "comem" as letras visando que as palavras rimem entre si. Por exemplo, o verbo esquecer, para rimar com você passa a ser pronunciado como esquecê e, a partir dai o "r" começa a ser excluído das letras de canções mais ouvidas e cantadas durante anos.
Um determinado dia, enquanto tomava café da manhã no restaurante de meu antigo trabalho, convidei o Meitre para que se juntasse a mim. No meio de nossas primeiras conversas daquele dia, surgiu algumas simples observações que eu nunca havia me dando conta: A gente não existe, e, acompanhado deste vicio de linguagem comemos a letra "s", nas clássicas frases compostas por "as mão,os pé, os cabelo, os garfo, as faca, as colher, as costa"... e assim sucessivamente.
Ainda hoje, enquanto Jô Soares entrevistava um escritor (que no momento não me recordo o nome) disse as seguintes pérolas que seria completamente impossível não comentar a respeito: "... e o fulano estava lá, preso, quando o suicidaram (???)..." após uma pergunta geográfica remetida por Jô Soares, o escritor responde: "Salvador,Bahia e Rio de Janeiro são as três cidades brasileiras percorridas pelos personagens do livro (???!)..."
Olha, o "mim" do meu vocabulário eu já consegui eliminar e, na medida do possível tento convencer as pessoas a eliminá-lo de seus vocabulários também, bem como as discordâncias (sim, cometem um assassinato tão imenso na Língua Portuguesa, que deixa de ser concordância e passa a ser descordância), mas não são todas as pessoas que aceitam isso como uma critica construtiva.
Na aula de Redação desta quarta-feira, falávamos sobre release e no meio do assunto surgiu a parte de relermos o que estamos enviando, eis que surgem as seguintes frases expostas pela Profª:
"Sugestão de puta" - entende-se por: "Sugestão de pauta"
"Foi feito o peido nº 453647" - entende-se por: "Foi feito o pedido nº 453647"
"Relações Púbicas" - entende-se por: "Relações Públicas"

Olha, apesar da expressão de espanto cada vez que estas e tantas outras pérolas se fazem presentes em nossas rotinas, prefiro seguir a filosofia da Réka de que "É melhor ouvir isso que ser surdo!!!!"

"Vamo em frente que o tempo 'ruge' e a Sapucaí é grande!"
P.S.: Não, não é "P.S.: Eu te amo", mas gostaria de deixar claro aqui que não coloco-me acima de ninguém e tampouco considero minha escrita perfeita. Ainda possuo erros e, no entanto, busco a cada dia minimizá-los. Por favor, ao encontrarem algum, registem-no nos comentários para que eu os possa corrigir. Grata!

2 comentários:

Reka! disse...

Corrigindo, com sua permissão (hahaha) o correto é "MEITRE"...é uma palavra francesa, tem que falar com biquinho!!
Bjoks!

Mari Schmidt disse...

hahahahahaha...
Vou adaptar pra "Bugrão"!!
hahahahahaha...
bjos