terça-feira, 18 de novembro de 2008

:: Leve a vida simplesmente ::

"Conhecer a mim mesma dentro de mim comigo mesma"

Foi mais ou menos a partir daí que começou meu final de semana. Descobri, nestes dois dias, coisas que até então não tinha me dado conta. Descobri meus vicios e parei para análisá-los e, dentro dessa análise, cheguei a conclusão que, definitivamente, não saberia viver de outra forma senão assim.
Seria eu tão dedicada ao meu trabalho se ele fosse em outro lugar, fazendo outra coisa, com outras pessoas, numa rotina extremamente diferente? Acredito (tenho certeza) que não. Já tive essa experiencia há três anos atrás e nunca fui tão feliz profissionalmente quanto agora. Posso dizer com toda a certeza que, apesar de todo o stress que rola, não seria tão realizada quanto agora. Não teria graça/prazer atender o telefone, se não fosse o MEU telefone. Não teria graça responder e-mails se não fosse os MEUS e-mail. Não teria graça conversar com clientes se não fossem os MEUS clientes. Não teria graça trabalhar com pessoas se não fossem AQUELAS pessoas. Se fosse diferente não teria graça.
Simplesmente amo gincanas que vivo isto, intensamente, há dez anos. Hoje digo que gincana pra mim se não for na Mucho Locos, não tem graça. Passar a noite acordada resolvendo (ou pelo menos tentando) tarefas, se não for no QG da Mucho Locos não tem graça. Passar um final de semana em Rolante, completamente no meio do mato, se não for pela Mucho Locos não tem graça. Entrar mato a dentro, me sujar por inteira de lama, se não for pela Mucho Locos não tem graça. As risadas, as pessoas que conheci, os amigos que fiz, os momentos inesquecíveis que passei, as aventuras que vivenciei, se não fosse pela Mucho Locos, não teria graça.
Nunca tinha ido ao jogo do meu time, e posso dizer que a cada dia que passa amo mais e mais ser Gremista, porque os jogos sem a Van do Seu Airton, não tem graça. Os jogos sem a Cuca, a Ingrid e a Lua, não tem graça. Ir ao Olímpico e não "cantar pelo meu tricolor", não tem graça. Não me emocionar com a beleza de ver 45 mil pessoas cantando, num estádio lotado, a uma só voz, o Hino Rio Grandense no Olímpico, em outro lugar não teria tanta graça.

Passei um final de semana maravilhoso. Gastei R$30,00 em três dias. Mas fiz a minha parte para que meu trabalho desse certo. Dei muita risada com um povo Mucho Loco, cantei pro meu Tricolor. Fiquei sem voz. Cansada. Sem dormir. Mas valeu MUITO a pena.

E é assim que quero passar meus dias. Uns com mais "glamour", outros mais simples. Uns mais agitados, outros mais calmos. Uns com programas sofisticados, outros nem tanto... "Levo a vida simplesmente, porque a vida tá boa demais assim..."

"Vai Mucho Loco Brinca só mais um pouquinho Pula, canta, grita Festejando bem louquinho Da uma quebradinha E sobe devagar Quinze ano gincagensa Então vamos festejar. Los Mucho Locos é tri É tri de participar Mucho Locos é tri. Los Mucho Locos!!!"

Um comentário:

Rekissima!!! disse...

Fico feliz por fazer parte desse contexto como a parte que te incomoda...aushauhsaushaus
Bjoooooos